4 de fevereiro de 2010

Nostálgica:


Abri a cortina e vi que o céu continuava ali. Olhei as estrelas e enxerguei aquela mais brilhante para a qual fazia pedidos quando criança. Passaram-se anos, mas eu- e as estrelas!- continuamos as mesmas.
Estrela, estrelinha...

Um comentário: