1 de fevereiro de 2008

Livre.

Bate. Quebra.
Puxa.
Repuxa.
Dor. Dor.

Arde. Queima.
Dói.

Talvez tenha ficado tempo demais parada.
No mesmo lugar.
No mesmo lugar: que foi nosso.

Continua doendo e doendo e doendo
e, tanto!

Eu peço que me leve de uma vez
ou que fique para sempre.

Arde. Queima.
Puxa.
Repuxa.
Dói. Dor.
Dói.

Eu não quero ver você cuspindo ódio.
Eu não quero ver você fumando ópio pra sarar a dor.

Um comentário:

Três.Um disse...

Novas formas de escrever, senhorita?!
Lindo como sempre.
Preciso largar o meu ópio tb.